Pular ao texto principal

Tecnologia de formação de porosidade

A tecnologia de formação de porosidade é utilizada para desenvolver múltiplos poros na estrutura da espuma. A Nitto Denko desenvolveu a tecnologia de formação de porosidade para uma grande variedade de materiais. Com tecnologias altamente desenvolvidas especialmente nas áreas de formação de membranas e modificação de substâncias, a Nitto Denko fabrica produtos com funções de separação e permeação do ar, tais como membranas para tratamento de água e filtros de ar.
Os materiais de espuma utilizados em carros, componentes elétricos e outros produtos, que também devem sua criação à tecnologia de formação de porosidade, pois possuem funções como amortecimento, impermeabilização e vedação.

Tecnologia de membrana de separação

Os métodos de produção para membranas de ultrafiltração (UF), membranas de microfiltração (MF) e outras membranas de separação de polímero incluem abordagens baseadas na separação de fases, orientação e decapagem. A Nitto Denko fabrica membranas UF de polissulfona por meio de um tipo de separação de fase conhecida como fase de separação induzida por não solvente (NIPS). Conforme ilustrado no diagrama abaixo, a separação de fase ocorre quando um não solvente é utilizado para definir a solução de formação da membrana de polissulfona e um solvente, o que causa a formação de uma estrutura multiporosa.

Tecnologia de formação de espuma

Quando submetidos à formação de espuma, os polímeros podem dotar-se de uma grande variedade de propriedades e funções, incluindo flexibilidade, absorção de impacto, isolamento térmico, isolamento acústico, bloqueio acústico e baixo peso. Normalmente, é utilizada uma variedade de agentes formadores de espuma, e a formação de espuma é realizada pela introdução de gás de forma mecânica ou por decomposição química de um agente formador de espuma.
Ao alterar o agente formador de espuma e o método de formação de espuma, é possível controlar o tamanho e o volume das bolhas de ar, bem como a estrutura.

Tecnologia de filme poroso de fluoropolímero

Fluoropolímeros (por exemplo, o PTFE), matérias-primas de substâncias multiporosas, caracterizam-se pela facilidade de formação de fibras, com aplicação de uma pequena taxa de tensão de cisalhamento, suficiente para causar a formação de fibrilas (fibras finas). Quando essas fibras se aglutinam e entrelaçam, forma-se uma estrutura multiporosa (membrana).
Normalmente, as membranas multiporosas de fluoropolímeros são formadas utilizando-se um método conhecido como orientação para permitir a clivagem e o desenho das fibras. Uma tecnologia para criar poros a partir de fibras é a orientação biaxial do fluopolímero nas direções longitudinal e latitudinal, a uma alta taxa de ampliação, o que permite a criação precisa de poros nas fibras microscópicas.

Contato

Assistência ao Cliente

Horário comercial (Brasil)
das 8h às 17h (exceto sábados, domingos e feriados)

Volta ao topo da página